Internacional Noticias

Variante de Manaus do coronavírus é detectada no Reino Unido

Escrito por Bruno

O Reino Unido detectou pelo menos 6 casos da variante de Manaus do coronavírus. Foram 3 casos na Inglaterra e outros 3 na Escócia, de acordo com comunicado do PHE (Public Health England).

Dois dos casos na Inglaterra são de uma mesma residência em South Gloucestershire, em que um dos moradores retornou recentemente do Brasil. Há um 3º caso, atualmente sem vínculo com os outros 2 segundo o governo britânico. As autoridades de saúde investigam o caso.

A variante P1 foi classificada como “preocupante”“[A cepa brasileira] compartilha algumas mutações importantes com a variante identificada pela primeira vez na África do Sul […] É possível que essa variante responda menos bem às vacinas atuais, mas é necessário mais trabalho para entender isso”diz o PHE.

Esta é a 1ª vez que a variante P1 foi detectada no Reino Unido. Outra variante brasileira, a P2, foi detectada anteriormente.

“Identificamos esses casos graças aos recursos avançados de sequenciamento do Reino Unido, o que significa que estamos encontrando mais variantes e mutações do que muitos outros países e, portanto, podemos agir rapidamente”, disse a Susan Hopkins, diretora de resposta estratégica para a covid-19 do PHE (Public Health England) e conselheira médica de Teste e Rastreio do NHS (Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido).

O PHE e o sistema oficial de teste e rastreamento acompanham todos os passageiros do voo LX318 da Swiss Air de São Paulo a Londres, com parada em Zurique, que aterrissou na capital britânica em 10 de fevereiro, para testá-los e às suas famílias.

No domingo, 28 de fevereiro de 2021, 6.035 novos casos e 144 mortes foram relatados em todo o Reino Unido. Um total de 20.089.551 pessoas já receberam a 1ª dose da vacina, segundo o PHE (Public Health England).

Variante de Manaus

De acordo com a Fiocruz, um adulto infectado com a cepa de Manaus do coronavírus tem uma carga viral –quantidade de vírus no corpo– 10 vezes maior em relação a uma infecção por outras variantes.

A carga viral mais alta da variante amazonense a torna mais transmissível que as demais.

Sobre o autor

Bruno

Deixe um comentário