Internacional Noticias

Putin pede que governos ‘não tentem maquiar’ covid-19 no país

Escrito por Bruno

Rússia está prestes a ultrapassar a marca de 2 milhões de pessoas infectadas, mas presidente garantiu que situação está sob controle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, constatou nesta quarta-feira (18) o avanço da pandemia do novo coronavírus no país e pediu para que as autoridades regionais “não tentem maquiar” a situação real.

O mandatário solicitou que “de forma alguma (as regiões) tentem maquiar a situação, pois é totalmente inadmissível se comportar como se tudo estivesse normal”.

“Ninguém precisa de relatórios de que tudo está bem, nem aqui, nem no centro, nem nas regiões’, advertiu, ao lembrar que a decisão de como gerir a pandemia em cada região cabe às autoridades locais e que “ninguém está isento de cumprir esta responsabilidade pessoal”.

Putin observou que o número de novos casos no país está crescendo diariamente e que, “infelizmente, está crescendo em número de casos graves”.

A Rússia está prestes a ultrapassar a marca de 2 milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, com um total de 1.991.998 contágios confirmados desde o início da pandemia.

“E o mais alarmante é que o nível de mortalidade está aumentando”, disse Putin em um apelo para uma ação urgente para reverter a situação.

A Rússia registrou 456 mortes nas últimas 24 horas, o maior número de óbitos por covid-19 em um dia desde o início da pandemia, disseram as autoridades de saúde nesta quarta-feira.

“Qualquer lentidão é inaceitável neste momento. Clareza, capacidade de resposta e eficiência, estes são os critérios-chave para apoiar e proteger as pessoas. Este é o critério-chave do trabalho das autoridades em todos os níveis. Peço que tenhamos este princípio”, destacou Putin.

Sobre o autor

Bruno

Deixe um comentário